#

← scroll down

Chegou a atualização da Microsoft que remove o Edge clássico e traz a versão Chromium

Notícia publicada no Pplware a 15 de Setembro de 2020.
Créditos da imagem: Microsoft

A mudança no browser do Windows 10 é uma realidade a que todos se devem habituar. O Edge vai ser substituído pelo… Edge, mas com uma forma totalmente nova de funcionar e com a base que todos já conhecem do Chromium.

Claro que a Microsoft quer que esta proposta seja tornada o padrão do Windows 10 e por isso vai forçar a sua instalação. A marca já o tinha alertado e agora surge finalmente a atualização que remove o Edge clássico e traz a versão Chromium.

 

É hora de mudar o Edge no Windows 10

Desde janeiro que o novo Edge pode ser instalado e usado no Windows 10. Esta era nessa altura uma instalação manual, que trazia a nova versão deste browser, removendo aquele que era o clássico do Windows 10 até agora.

Claro que depressa passou a ser uma atualização opcional, mas agora tudo muda por ordem da Microsoft. Com a atualização KB4576754 e a KB4576753 as mais recentes versões do Windows 10 recebem finalmente o novo Edge, com tudo o que tem para oferecer.

 

Browser chega em atualização silenciosa

A diferença agora está mesmo na forma como estas vão ser tratadas. Qualquer uma destas atualizações será instalada de forma automática e completamente silenciosa. Não será sequer perguntado ao utilizador se quer fazer esta mudança.

Claro que toda a experiência da primeira utilização foi melhorada e por isso tudo está mais simples. Após o necessário reiniciar, o utilizador encontrará o novo Edge na barra de tarefas, pronto a ser usado e a importar todos os dados de qualquer outro browser.

 

Microsoft ainda deixou uma porta aberta

Como viram, esta é uma atualização que escapa ao controlo dos utilizadores do Windows 10. Ainda assim, existe uma forma de o remover. Naveguem para a pasta C:\Program Files (x86)\Microsoft\Edge\Application\83.0.478.58\Installer e depois executem o comando abaixo como administrador:

setup.exe --uninstall --system-level --verbose-logging --force-uninstall

Apesar de possível, esta não é uma opção a ser usada pela maioria. A versão mais antiga vai deixar de receber atualizações da Microsoft e por isso deverá deixa de ser usada assim que possível.

codefive