#

← scroll down

Facebook quer criar um Instagram para crianças, apesar das críticas

Notícia publicada na Pplware a 28 de Julho de 2021.

Há uns tempos, o Facebook divulgou que pretendia desenvolver um Instagram para crianças que pudesse garantir a sua segurança, ao mesmo tempo que não as afastava da rede social. Embora tenha sido alvo de inúmeras críticas e desaconselhado a fazê-lo, aparentemente, a empresa vai avançar.

Assim sendo, reafirma os seus planos de criar uma versão do Instagram para os mais novos, especificamente, para crianças com idade inferior a 13 anos.

Na terça-feira, o Facebook anunciou que está a desenvolver uma “nova experiência de Instagram para os pré-adolescentes”, ou seja, uma versão da rede social desenhada para crianças com idade inferior a 13 anos. Segundo a empresa, esta versão será gerida pelos pais e tutores das crianças, por forma a reduzir o incentivo para que as pessoas com menos de 13 anos mintam sobre a sua idade.

Ainda assim, o plano inicial do Facebook mantém-se: a nova versão do Instagram dirigida para as crianças dará prioridade à segurança e privacidade dos mesmos. Para isso, serão consultados especialistas em desenvolvimento infantil, segurança infantil, saúde mental e defensores da privacidade.

 

Crianças estão já no Instagram e Facebook quer que estejam de forma segura

A primeira vez que o Facebook apresentou a intenção de desenvolver um Instagram para as crianças, foi pressionado por várias entidades, organizações internacionais e legisladores americanos, devido a preocupações relativamente à segurança online. Além disso, apelaram para que deixasse a ideia para trás, uma vez que as crianças não estão preparadas para lidar com os desafios que uma conta no Instagram acarreta.

Contudo, avançando com a rede social, revela que os pré-adolescentes estão já online e compreende que, atualmente, não existe uma forma eficaz de garantir que não mentem sobre a sua idade. Portanto, o Facebook acredita que o melhor é criar uma versão especialmente para os mais novos, monitorizada pelos pais. Assim, garantem uma segurança muito mais efetiva.

“Queremos criar experiências concebidas especificamente para eles.”

Disse o Facebook.

 

codefive