#

← scroll down

Google restringe Meet: reuniões limitadas a uma hora nas contas gratuitas

Notícia publicada na Exame Informática a 13 de Julho de 2021.

Solução de videoconferência da Google esteve, durante a pandemia, disponível 24 horas. Agora, depois de dois adiamentos, a empresa acaba de impor um limite de 60 minutos para os utilizadores de contas gratuitas.

google meet

O Google Meet surge em abril de 2020 como uma proposta da Google para facilitar o trabalho à distância e permitir que pessoas pudessem estabelecer videoconferências com rapidez e de forma simples. A gigante tecnológica anunciou nessa altura que, até setembro de 2020, os utilizadores iriam poder fazer videochamadas sem qualquer limite temporal. Esse prazo acabou por ser adiado duas vezes, mas agora a Google terminou mesmo a ‘borla’. O 9to5Mac noticia que os utilizadores de contas gratuitas vão passar a estar limitados a videochamadas de grupo, com até cem utilizadores e duração limitada de 60 minutos. As chamadas de 1-para-1 continuam não ter limite temporal.

As contas pagas do Google Workspace têm várias modalidades que permitem contornar estes limites, desde o Business Starter, com mensalidade de seis dólares por utilizador ou o Business Standard, de 12 dólares por mês, que permite adicionar até 150 participantes e inclui funcionalidades como cancelamento de ruído, ‘levantar a mão’ breakouts e gravações das sessões.

O limite imposto pela Google é mais generoso que os 40 minutos que o Zoom dá nas contas gratuitas e equipara-se ao da Microsoft, que impôs as mesmas regras ao Teams.

codefive