#

← scroll down

Perdido no aeroporto? Nova atualização do Google Maps aponta aos espaços interiores

Notícia publicada na Executive Digest a 21 de Março de 2021.

Este ano, a Google pretende apresentar mais de 100 melhorias assentes em Inteligência Artificial (IA) no Google Maps. Algumas delas chegam já hoje através da mais recente atualização da aplicação, que a partir de agora passa a guiar os seus utilizadores também em espaços interiores.

Através da ferramenta Live View, é possível navegar dentro de um aeroporto, por exemplo, de forma a garantir que todos os passageiros chegam à porta de embarque correta e a tempo. “Todos nós conhecemos aquele momento embaraçoso quando estamos a caminhar na direção oposta para onde desejamos ir – o Live View utiliza dicas de realidade aumentada para evitar exatamente que isto aconteça”, explica a Google em comunicado.

Além de aeroportos, também estações de transportes públicos e centros comerciais serão abrangidos por esta novidade. A ideia é que seja mais fácil encontrar as escadas rolantes ou o elevador mais próximo, a plataforma do comboio, o local para recolha de bagagem, balcões de check-in, bilheteira, casas de banho ou pontos de multibanco, por exemplo.

Basta seguir as setas e as instruções dadas pela aplicação para chegar ao destino pretendido. No centro comercial, o Live View pode ajudar a descobrir o andar de determinada loja e o caminho mais rápido para lá chegar.

O Live View Indoor está disponível em Chicago, Long Island, Los Angeles, Newark, São Francisco, São José e Seattle, nos EUA. Nos próximos meses, chegará a Tóquio e Zurique. Para já, não há previsão para o alargamento a Portugal, mas a Google garante que as novas atualizações vão ser disponibilizadas em diferentes países e que algumas chegarão brevemente a Portugal.

Além da ferramenta para navegação em espaços interiores, a Google anuncia hoje outras novidades, nomeadamente um reforço da informação sobre o clima e qualidade do ar. Há uma nova camada nos mapas inteiramente dedicada às condições climatéricas de determinada região e outra com dados sobre a qualidade do ar (útil para pessoas com alergias, por exemplo).

Neste caso, a Google adianta que a camada sobre o clima vai ser disponibilizada a nível global, a passo que a camada sobre a qualidade do ar começará por ser exclusiva da Austrália, Índia e EUA.

codefive