#

← scroll down

Web Summit vai realizar-se online e em evento presencial no início de dezembro

Notícia publicada na Exame Informática a 24 de Junho de 2020.
Créditos da imagem: Web Summit / Flickr

Organização diz que formato da edição deste ano da Web Summit vai ser decidida no início de outubro e vai respeitar as orientações das autoridades de saúde portuguesas

A edição deste ano da Web Summit vai realizar-se com um evento físico, em Lisboa, mas também vai acontecer em formato online. E em vez de acontecer no início de novembro, como é habitual, vai acontecer entre os dias 2 e 4 de dezembro. O anúncio foi feito pela organização nesta quarta-feira. Segundo o comunicado de imprensa, os moldes do evento presencial vão ser decididos no início de outubro.

“A partir desse ponto, qualquer decisão que seja feita sobre o formato da Summit Web em Lisboa vai cumprir estritamente os protocolos de saúde de Portugal dessa altura para eventos. A decisão vai depois ser revista semanalmente e sujeita a alterações nos protocolos de saúde até à abertura da Web Summit em Lisboa a 2 de dezembro”, informa ainda a empresa.

O diretor executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, vai falar esta tarde, em conferência de imprensa, sobre as alterações no formato do evento.

O evento online será transmitido na plataforma proprietária da Web Summit, que a empresa tem vindo a desenvolver e que está atualmente a usar na Collision Conference, evento que também tem organizado todos os anos em Toronto, no Canadá. A plataforma será capaz de receber até 100 mil participantes, segundo a informação partilhada. A empresa irlandesa diz ainda que a edição online da Web Summit vai estar “significativamente focada” em ajudar a recuperação da economia portuguesa. “A Web Summit vai transmitir palestras online a partir de um estúdio na Altice Arena, em Lisboa, bem como a partir de estúdios noutras cidades de Portugal”.

A organização diz ainda que haverá um canal inteiramente dedicado a Portugal, que será um ‘palco’ pelo qual vão passar fundadores e líderes de startups e empresas portuguesas, assim como de universidades e entidades de investigação. “Vai mostrar Lisboa como um destino tecnológico e mostrar as muitas oportunidades de investimento no País”

A Web Summit vai ainda oferecer 50 mil bilhetes para a edição online a estudantes e funcionários universitários, e pessoas recém-licenciadas. O programa Road to Web Summit, que vai dar acesso a 100 startups portuguesas à participação no evento, também volta a realizar-se na edição deste ano.

Os bilhetes para a edição online da Web Summit já estão disponíveis e os bilhetes para o evento presencial só vão ser colocados à venda no início de outubro. “Estamos totalmente empenhados em trabalhar com as autoridades portuguesas para trazer o máximo de benefício económico para o País quanto possível”, sublinha Paddy Cosgrave em comunicado.

codefive